ENVIE SUA SUGESTÃO

Quer ver a análise de algum produto? Envie uma sugestão!


 

SEJA UM COLABORADOR

Se você tem interesse em ser nosso colaborador e escrever para o Testado Aqui, entre em contato conosco agora.


Philips Shibuya (16)

Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Email this to someoneShare on Facebook

 

 

 

De fato, a Philips tem apresentado muitas melhorias em suas novas séries de headphones. Hoje destacamos a nova linha CitiScape em que ela decidiu investir com força. Uptown, Downtown e Shibuya são os três modelos da série, sendo este último o que vamos explorar por hoje.

Tivemos o produto em teste num período de duas semanas seguidas, em aplicações diversas. Mesmo sendo o modelo mais simples da trilogia, ainda demonstrou ser um bom fone de ouvido em relação ao seu preço, sendo o mais facilmente acessível. Você poderá tirar suas próprias conclusões com a análise, não esquecendo, após finalizar a leitura, de registrar a sua opinião sobre o acessório na seção de comentários.

 

Especificações Técnicas:

  • Driver Unit: Falantes de 40mm
  • Resposta de Frequência:  10Hz-20.000Hz
  • Impedância:  32 Ohm
  • Sensibilidade:  103 dB/mW
  • Entrada de energia máxima: 30mW
  • Sistema acústico: Fechado
  • Bobina de voz: CCAW
  • Diafragma: Cúpula de mylar.
  • Tipo: Dinâmico
  • Conexão: Cabo duplo simétrico tipo OFC com 1,2 metros de extensão
  • Conector:  3,5 mm estéreo, folheado a ouro 24k (Gold Plated)
  • Indicado para: Headphones com tecnologia Extra Bass com isolante acústico.
  • Conteúdo da embalagem: Headphone SHL5205 (01)
  • Compatível com: iPhone®, BlackBerry®, HTC, LG, MOTOROLA, Nokia, Palm®, SAMSUNG e Sony Ericsson

 

Design

O design do Shibuya foi inspirado na cultura pop japonesa, que possui um estilo casual e clean, diga-se atraente e elegante em sua simplicidade. O Shibuya tem toda sua estrutura em plástico de cor brilhante, contendo em sua alça uma espuma estilo E.V.A, envolta em tecido, perfurada para liberar o calor durante o uso do fone. Particularmente, sentimos falta de um melhor acabamento quanto ao tecido junto ao E.V.A., mas nada que incomode os menos perfeccionistas.

Forrados com espuma e de acabamento em couro sintético, os falantes são bastante dinâmicos e flexíveis, fazendo com o que o fone de ouvido encaixe-se perfeitamente em qualquer formato de cabeça.
 
Philips-Shibuya-1

 
O modelo em questão testado é o preto com detalhe em marrom castanho em sua alça, porém a série foi disponibilizada pela Philips em outras opções de cores, desde branco, a cores mais chamativas e coloridas, como pink, roxo e azul, em aspecto juvenil agradando a todos os estilos.

O cabo do Shibuya é do tipo flat, então, sim, ele nos deixa livre de emaranhados de nós e enrolos durante o uso. Como é um fone para uso no cotidiano e também bem indicado para ambientes externos, possui um cabo curto de 1,2m apenas, o que é bastante suficiente quando se está utilizando os fones na rua, por exemplo.
 
Philips-Shibuya-2
 
Ainda possui microfone integrado , sendo possível atender a chamadas ou alternar entre as músicas no controle disposto no fio, bem típico de fones para uso em telefones móveis e players portáteis. Com plug em L, é garantido maior durabilidade ao cabo, havendo menos dores de cabeça com quebra de fio próximo ao pino.

P.S.: – Ah, Philips, talvez poderia ter oferecido aos usuários um controlador de volume alí também, né?!

 

Conforto e qualidade sonora

Algo que impressionou foi seu isolamento acústico. A Philips ressaltou isto no Shibuya, e principalmente levando-se em conta que o fone de ouvido faz pouca pressão sobre as orelhas e não nega um demasiado conforto, positivamos o uso das espumas intra-auriculares com seu isolamento. São almofadas bastante macias, o que fazem com que os alto-falantes fiquem bem próximos das orelhas, evitando aquele ruído externo durante a execução do player, sequer exigindo muito da intensidade de volume.

Os drivers são de 40mm, bom o suficiente por ser um fone On-ear, com destaque à potência dos sons mais graves. Com uma qualidade ímpar, dá-se para ouvir as notas mais baixas com ótima nitidez. Já no que tange aos sons médios e agudos, faltou uma melhor qualidade sonora, que facilmente deixa os mais exigentes a desejar.
 
Philips-Shibuya-3

Trata-se de um fone de extrema leveza, fazendo-se, muitas das vezes, esquecer que se está a utilizar o acessório. Os falantes ajustaram-se bem no contorno das orelhas, graças a flexibilidade e a baixa rigidez das espumas. No entanto, mesmo com toda a maciez do almofadado em seu encaixe, ainda foi possível sentir um certo desconforto nas orelhas após algumas horas seguidas de uso do fone.

 

Onde falhou?

O CitiScape Shibuya mostrou-se satisfatório, até analisarmos sua estrutura. Apesar de toda sua leveza, e mostrando-se bastante confortável, o acessório denunciou ser bastante intolerante a quedas ou demasiado uso e pressões. Sua alça em plástico é bastante frágil e decepciona, podendo facilmente mostrar ranhuras ou quebrar próximo aos falantes.

 

Então, vale a pena?

As características que o Shibuya oferecem ao usuário são boas, no entanto, ainda deve-se levar em conta a qualidade do material na hora de adquirir um produto, e este foi o ponto fraco do acessório, que mostrou-se bastante delicado. Porém, falando-se de custo versus benefícios, o Shibuya acusa uma qualidade sonora razoável (destaque para o Ultra Bass), isolamento acústico e certo conforto que devem ser merecidos destaques.

 

 

Galeria de fotos

 


Headphone Philips CitiScape Shibuya
7.0 Nossa Nota
Nota do Leitor 3.8 (5 votes)
Dê sua nota aqui
Prós
- Ótimo isolamento acústico
- Ótimos graves
- Design atraente
- Leve e confortável
Contras
- Estrutura plástica frágil
- Não possui controle de volume no próprio acessório
- Merecia mais atenção aos médios e agudos
Qualidade Sonora 6
Design e Forma 7
Conforto 8
Isolamento de Ruído 8
Custo x Benefício 6
Qualidade Sonora 0
Design e Forma 0
Conforto 0
Isolamento de Ruído 0
Custo x Benefício 0

APROVEITE: SHOPPING

ONDE COMPRAR


R$ 139,00


R$ 139,00


Consulte


Consulte


R$ 149,00

* Os preços informados acima podem ser alterados pelos anunciantes sem aviso prévio

OUTRAS OFERTAS

 




Você ainda pode aproveitar:

 

 

  • Guilherme Ramos

    Tenho um Shibuya há pouco mais que um ano e me decepcionei em tê-lo comprado.

    O produto durou muito bem nos 6 primeiros meses, logo depois começou a apresentar pequeno mal contato no conector, depois de mais um tempo o tecido que reveste a espuma dos falantes do fone começou a rasgar e se desfazer de velho…

    E a haste dele quebrou na direita e na esquerda sem nenhum motivo aparente, não permitindo mais regulagem.

    Sou muito cuidadoso com minhas coisas, principalmente este tipo de aparelhos, que tento utilizar ao máximo em sua vida útil.

    O Shibuya dura até no máximo 1 ano e meio. Faça as contas e veja se vale a pena.

  • Pingback: Testado Aqui | Análise: Headphone Philips CitiScape Downtown()

  • Guilherme

    Vale lembrar que o fone nao tem frequencia de 10 a 20Hz.. a verda é de 18 a 21.. o que faz bastante diferença no fim das contas..
    Infelizmente só descobri após efetuar a compra.