ENVIE SUA SUGESTÃO

Quer ver a análise de algum produto? Envie uma sugestão!


 

SEJA UM COLABORADOR

Se você tem interesse em ser nosso colaborador e escrever para o Testado Aqui, entre em contato conosco agora.


Philips CitiScape Downtown

Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Email this to someoneShare on Facebook

 

 

 

Depois de apresentarmos a análise do modelo Shibuya da linha CitiScape, trazemos hoje o intermediário da série, Downtown, o qual testamos num período de duas semanas, explorando-o nas mais diversas aplicações, dando à Philips oportunidade de mostrar através dele melhorias em relação ao Shibuya, a qual surpreendeu pela estética e qualidade de seu produto.

Você poderá tirar suas próprias conclusões com a análise, não esquecendo de, após finalizar a leitura, registrar a sua opinião sobre o acessório na seção de comentários.
 

Especificações Técnicas:

  • Driver Unit: Falantes de 40mm
  • Resposta de Frequência: 18Hz-22.000Hz
  • Impedância: 32 Ohm
  • Sensibilidade: 102 dB/mW
  • Entrada de energia máxima: 30mW
  • Sistema acústico: Fechado
  • Bobina de voz: CCAW
  • Diafragma: Cúpula de mylar.
  • Tipo: Dinâmico
  • Conexão: Cabo duplo simétrico tipo OFC com 1,2 metros de extensão
  • Conector: 3,5 mm estéreo, folheado a ouro 24k (Gold Plated)
  • Conteúdo da embalagem: Headphone SHL5605 (01)
  • Compatível com: iPhone®, BlackBerry®, HTC, LG, MOTOROLA, Nokia, Palm®, SAMSUNG e Sony Ericsson

 

Design

O design do Downtown, como a Philips propôs, foi inspirado na Cidade de Nova York, que possui um estilo casual e urbano, e impressionou-nos em tamanha elegância, dada sua simplicidade. Estivemos com o modelo de cor Marrom Castanho, mas a Philips disponibiliza o modelo Downtown nas cores cinza e roxo.

Sua alça é em plástico resistente com acabamento de uma chapa de metal escovado que torna o conjunto bastante flexível, parcialmente envolto em uma espuma de espessura fina revestida em tecido. Simples, casual, elegante. O acabamento e detalhe da espuma na alça chama a atenção. No geral, o material de construção do Downtown se mostrou de elevada qualidade, facilmente notado na flexibilidade de sua alça que nos permite dobrá-la ou flexioná-la sem apresentar qualquer risco de danificar o acessório.
 
philips-downtown-4

Seguindo o mesmo padrão do Shibuya, o Downtown também traz seus falantes em plástico rígido, forrados com espuma e de acabamento em couro sintético, sendo as conchas bem maleáveis ao encaixe em qualquer formato de cabeça. O que é ótimo, convenhamos.

O cabo, de estilo flat, é plano e antienrolamentos, possuindo 1.2 metros de comprimento, onde notamos claramente os detalhes de que é um acessório voltado para uso em um player portátil ou celular, possuindo microfone integrado, além de um botão para atender/encerrar chamadas ou iniciar/parar músicas em reprodução em seu controle ao longo do cabo, aparentemente fino, porém resistente.

Ah! Vale lembrar que o acessório acompanha um conector extra para utilizar em aparelhos de modelo mais antigos da Nokia, Sony Ericsson e Samsung.

 
philips-downtown-5

Mesmo mostrando-se bastante designado à portabilidade, no entanto, a ergonomia do acessório não foi desenvolvida pensando-se em seu transporte. Exemplo disso? Downtown não nos permite dobrá-lo para carregar dentro de uma mochila, infelizmente.

 

Conforto e qualidade sonora

O Downtown apresentou muita semelhança ao Shibuya no quesito isolamento acústico, dado ao uso do sistema MusicSeal, com duas camadas internas e bordas resistentes ao redor das espumas, evitando o vazamento de som das batidas. Característica louvável no Shibuya – modelo inferior da série CitiScape -, porém já é algo que poderia ser aprimorado no Downtown, acompanhando sua qualidade superior. Ou seja: Seu isolamento se garante, mas não apresentou novidade em relação ao Shibuya.

Projetado com espumas de baixa rigidez próprias para garantir o isolamento acústico e ao mesmo tempo proporcionar conforto a quem o utiliza, Downtown é um fone de ouvido de muita leveza. É confortável? Digamos que sim, mas não recomendável para uso em longo período de tempo, principalmente para aqueles que utilizam óculos, pois deve causar um certo desconforto.
 
philips-downtown-6

Downtown apresenta drivers de 40mm com uma boa qualidade sonora, suportando até mesmo alta intensidade de volume sem revelar distorções. Porém a nitidez de graves, médios e agudos já deixam a desejar, pois misturam-se os canais e com isso temos uma qualidade de som razoável e mediana.

 

Onde falhou?

O CitiScape Downtown apresentou bastante melhorias em relação ao modelo inferior da série CitiScape. A Philips trouxe-nos um material de ótima qualidade, mostrando-se bastante confortável, no entanto peca em sua qualidade sonora, não dando tanto ênfase aos graves e agudos, que mesclam-se aos médios. Quanto aos agudos, deu-nos a impressão de não detalhar claramente o mix de um violino somado a um solo de guitarra, por exemplo.

 

Então, vale a pena?

O Headphone Philips CitiScape Downtown é um fone de qualidade sonora mediana, pois ao tempo em que exerce um ótimo desempenho pela sua sonoridade, tem contra si não ser tão claro na nitidez dos canais de graves e agudos, dirigindo nossa atenção aos médios, o que incomodaria facilmente os mais exigentes. Em sua estrutura, quanto a analisarmos a qualidade do material em sua resistência, garantiu-nos segurança no uso diário. Com isso, iniciando a analisar pelo seu preço, na faixa dos R$249, como um acessório para uso cotidiano, o fone de ouvido apresentou-se satisfatório.

 

Galeria de Fotos

 

 


Headphone Philips CitiScape Downtown
7.4 Nossa Nota
Nota do Leitor 8.2 (1 vote)
Dê sua nota aqui
Prós
- Estrutura resistente
- Bom isolamento acústico
- Design alternativo e elegante
- Leve e confortável
Contras
- Não possui controle de volume no próprio acessório
- Merecia mais atenção aos canais de graves e agudos
- Difícil portabilidade
Qualidade Sonora 7
Design e Forma 8
Conforto 8
Isolamento de Ruído 8
Custo x Benefício 6
Qualidade Sonora 0
Design e Forma 0
Conforto 0
Isolamento de Ruído 0
Custo x Benefício 0

COMPARATIVO  
Fones de Ouvido
A Qualidade Sonora
B Design e Forma
C Conforto
D Isolamento de Ruído
E Custo x Benefício
8.1 Nossa Nota
9.1 Nota do Leitor
8
8
9
9
7
A B C D E
7.0 Nossa Nota
3.8 Nota do Leitor
6
7
8
8
6
A B C D E
7.4 Nossa Nota
8.2 Nota do Leitor
7
8
8
8
6
A B C D E

APROVEITE: SHOPPING

ONDE COMPRAR


Consulte


Consulte


Consulte


Consulte


Consulte

* Os preços informados acima podem ser alterados pelos anunciantes sem aviso prévio

OUTRAS OFERTAS




Você ainda pode aproveitar:

 

 

  • Otávio

    Ola, boa noite, tenho um philips citiscape e o couro que reveste o fone esta desgastado, alguém sabe como eu faço para trocar esse material?

  • Jhonatans Damasceno

    Olá, eu possuo um fone Marshall Major que está quebrando, achei esse modelo bem elegante, e penso em comprá-lo. Na questão de qualidade sonora, fica próximo ou muda muito? Nessa faixa de preço o que você recomenda que tenha boa qualidade sonora?

  • Mateus Coelho

    Ótima análise! Me ajudou a escolher 🙂

  • Obrigado por esclarecerem a Cabri! Eu tenho (agora não mais) exatamente a mesma dúvida que ela, tbm tenho Shibuya, o que mais me faz gostar dele é seu grave, e minha dúvida tbm era acerca do grave do Downtown ser tao bom quanto o do Shibuya, ainda bem que nao comprei! Ufa ^^

    Queria saber o que vocês acham do ultimo da serie Citiscape, o Uptown , abraços!

    • Débora Daniluski

      Olá Silvinho!
      Que bom que também sanamos sua dúvida a respeito do Downtown.
      O Uptown é o top de linha da série, infelizmente ainda não tivemos oportunidade de testá-lo para definirmos opinião!

  • Cabri

    Olá Debora!

    Eu possuo um Shibuya, que está se quebrando e estou querendo substituí-lo pelo SHL5605, o Citiscape Downtown analisado, porém estou com uma dúvida: o Downtown mantém o mesmo grave característico do Shibuya ou é mais fraco? Gosto do grave do Shibuya e tenho medo de comprar o Downtown e me decepcionar. Eu ouço metal, mas também ouço música clássica (toco em orquestra). Também fiquei interessado pelo Sony MDR XB920, mas ouvi dizer que Extra Bass dele embola os médios. Estes fones me interessam pelo desenho do “on-ear” sem buraco no meio e os cabos flat. Reiterando: O grave do Downtown é tão bom quanto o do Shibuya? Se puder me responder ficarei imensamente grato. Desde já obrigado!

    • Débora Daniluski

      Olá Cabri!
      Realmente o Shibuya possui um som agradável, uma pena seu material não acompanhar a mesma qualidade. O que posso dizer a respeito do Downtown é que a qualidade sonora é bastante semelhante a do Shibuya, no entanto o Shibuya ainda oferece graves mais marcantes.
      Dentre as opções, o XB920 da Sony apresenta-se superior, seja para os graves quanto para os agudos.
      Espero ter esclarecido qualquer dúvida!