ENVIE SUA SUGESTÃO

Quer ver a análise de algum produto? Envie uma sugestão!


 

SEJA UM COLABORADOR

Se você tem interesse em ser nosso colaborador e escrever para o Testado Aqui, entre em contato conosco agora.


Base-Themaltake-Massive-TM-(45)
Testado Aqui

 

1

Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Email this to someoneShare on Facebook

 

 

 

Num mundo em que cada vez mais se evidencia a mobilidade e com espaço cada vez mais escasso, os notebooks se tornaram popular e um produto indispensável. Com o crescente aumento de desempenho e modelos cada vez mais finos, as temperaturas crescem proporcionalmente, chegando à faixa dos 100°C em plena atividade.

Mesmo os componentes sendo projetados para suportar altas temperaturas, pra quem pretende utilizar os notebooks em potência máxima por longos períodos de tempo (jogando ou trabalhando), é recomendável alguma solução para melhorar a ventilação interna do equipamento. Além disso, após alguns minutos de processamento intenso, o aquecimento acaba chegando à parte superior (teclado e touchpad), o que pode incomodar se for excessivo.

Pensando nessa questão, diversos fabricantes passaram a desenvolver bases refrigeradas para notebooks, em sua maioria projetos simples consistindo em uma base de suporte e um ou dois ventiladores soprando ar frio em direção à parte inferior do notebook. Dentre estes fabricantes está a Thermaltake, que vem constantemente criando produtos e soluções para refrigeração de desktops e notebooks.

Em nossa análise de hoje, mostraremos o que achamos da base refrigerada Massive TM, um dos novos produtos da Thermaltake. Destacaremos o que pudemos analisar durante duas semanas de testes; porém, você poderá tirar suas próprias conclusões com a análise abaixo, não esquecendo de, após finalizar a leitura, registrar a sua opinião sobre o acessório na seção de comentários.

 

Especificações Técnicas

  • P/N: CL-N002-PL12BL-A
  • Compatibilidade: notebooks com tela de 10″ a 17″
  • Dimensões do produto: 390 x 277.5 x 49.3 mm
  • Dimensões da área da saída de ar: 120 x 120 x 18 mm x2
  • Peso: 830g
  • Cor: Preta
  • Material: Alumínio + Plástico
  • Corrente: 0.46 A
  • Voltagem: 5V
  • Velocidade do cooler: 1000 RPM (Turbo 1300 RPM)
  • Ruído: 31 dBA
  • Fluxo de ar: 61.27 CFM
  • Pressão de ar: 1.59 mm-H2O
  • Sensor: 0 à 99 ℃

 

Design, material e acabamento

A Thermaltake trouxe em seu novo projeto um design simples, porém elegante. Com sua estrutura praticamente toda em plástico, a base possui em sua superfície um painel de alumínio escovado para melhor a dissipação de calor. A malha em forma de hexágono permite melhorar o fluxo de ar para auxiliar na refrigeração.

 
Thermaltake-Massive-TM-12
 

Na parte frontal, a Massive TM traz um painel de display de LED´s vermelhos e azuis multi-função fácil e inteligente que mostra informações de cada sensor presente na parte superior do acessório. Além desta função, o painel conta com botões para ativação da função turbo e travamento de todas as demais opções. Todo o painel é revestido de plástico preto fosco com uma superfície lisa e muito bem acabada.

 
Thermaltake-Massive-TM-13
 

A parte inferior da base é equipada com um conjunto de pés dobráveis ​​com três posições, o que dá aos usuários três posições de utilização. Desta forma, você pode ter o melhor ângulo visual para seu notebook e um melhor posicionamento de altura lateral, além do apoio ergonômico para as mãos, permitindo trabalhar ou jogar confortavelmente!

 
Thermaltake-Massive-TM-14

 

Funcionalidades

A base Thermaltake Massive TM foi projetada para obter o melhor resfriamento para notebooks. Todo seu projeto se baseia em quatro (4) sensores de temperatura localizados um em cada canto do acessório (podendo ser reposicionados), que ainda conta com painel de exibição da temperatura, design de alumínio e uma dupla de ventoinhas de 120 milímetros. Os dois coolers centralizados de alto fluxo de ar, oferecem 30.6 CFM cada um, proporcionando uma correta ventilação para cima fazendo o papel de ‘empurrar’ o ar frio para cima e levar o ar quente para fora pelos lados do notebook.

 
Thermaltake-Massive-TM-1
 

A velocidade dos coolers pode ser ajustada com a função turbo, proporcionando um resfriamento maior quando houver necessidade. Entretanto vale lembrar que, ao acionar o modo turbo, o barulho da ventoinha pode incomodar alguns quando se está em um ambiente totalmente silencioso. Já se você estiver jogando com fones de ouvido ou estiver em um local com muito barulho, quase não irá perceber a rotação turbo da ventoinha. Os decibéis chegam a 44 no modo normal e 50 no modo turbo.

 
Thermaltake-Massive-TM-2
 

De acordo com a Thermaltake, o cooler Massive TM é a primeira base refrigerada a permitir monitoramento através de sensores de temperatura em quatro pontos-chave da estrutura de alumínio escovado com um painel de controle de exibição. Os sensores do cooler Thermaltake Massive TM podem ser regulados para atender a preferência do usuário de acordo com o tamanho do laptop ou vários pontos de calor gerado para criar o melhor desempenho térmico. O excelente design ergonômico torna-o mais confortável, pois possui três regulagens de altura para um melhor ângulo de visão e posição das mãos.

 
Thermaltake-Massive-TM-3
 

Como destaque, a Thermaltake traz na frente do produto um painel de display multi-função fácil e inteligente que mostra informações de cada sensor. Também inclui botão de bloqueio e controle das ventoinhas. Neste painel, o botão de “Power” pode ser utilizado para ligar ou desligar a base refrigerada a qualquer momento, algo muito prático que alguns outros modelos não possuem.

 
Thermaltake-Massive-TM-4
 

O botão “Auto”, mostra de forma automática (a cada dois segundos) a temperatura de todos os quatro sensores presentes no equipamento. Esta função possibilita acompanhar se está ocorrendo aumento de temperatura no seu notebook, permitindo a você ativar o modo turbo para melhorar o resfriamento.

 
Thermaltake-Massive-TM-5
 

O botão “turbo”, como o próprio nome já diz, aumenta a velocidade do cooler de 1000/rpm para 1300/rpm, gerando mais vento e permitindo uma maior dissipação de calor em seu notebook, pois o vento frio entrará por baixo do aparelho empurrando o ar quente para fora pelas laterais; vale lembrar que este modo é mais eficiente quando as saídas de ar do notebook são nas laterais. Caso as saídas de ar do seu equipamento sejam na parte inferior, o acessório não será tão eficaz em sua função de resfriamento.

 
Thermaltake-Massive-TM-6
 

O botão “Lock” (em inglês travar/fechar) serve para travar todas as funções dos demais botões impedindo você de clicar sem querer e mudar as opções ativas no momento. Isto serve, de uma maneira mais clara, para caso tenha ativado o modo turbo ou auto, você não clicar acidentalmente no botão power e desligar o acessório; é uma função que pode ser inútil para alguns e muito útil para outros.

 
Thermaltake-Massive-TM-7
 

O botão “Temp” serve para acompanhar de forma manual as temperaturas individuais de cada sensor localizados nos quatro cantos do periférico. Ao clicar uma vez, o painel de LED mostrará a temperatura do sensor 1; ao clicar a segunda vez, o LED mostrará a temperatura do sensor 2 e assim sucessivamente. Caso você tenha pressionado o botão “Auto” para mostrar estas opções de forma automática e posteriormente clicar no botão “temp”, a opção anterior será desativada e passará a trabalhar de forma manual, sendo necessário clicar várias vezes para ver a temperatura de cada sensor.

 
Thermaltake-Massive-TM-8
 

O painel com as siglas T1 a T4 indicam os quatro (4) sensores da base refrigerada, que podem ser dispostos conforme sua escolha; nestas opções, você pode escolher visualizar a temperatura individual de cada sensor, permitindo saber qual região está com maior aquecimento e qual permanece com a temperatura ideal. Estas opções podem ser visualizadas de forma automática clicando no botão “Auto” ou de forma manual, clicando no botão “Temp”.

 
Thermaltake-Massive-TM-9
 

O painel de LED com a sigla ℃, mostra a temperatura de cada sensor, medidas em Celsius. Este painel permite você ver qual a temperatura de cada sensor presente no acessório e identificar a necessidade de ativar o modo “Turbo” ou desligar seu notebook; você ainda pode reposicionar os sensores para visualizar uma área maior de medição da temperatura.

 
Thermaltake-Massive-TM-10
 

Outro fator agregado que é bem interessante é a possibilidade de utilizar apenas um cabo USB para ligar a base, sem a necessidade de uma fonte externa. Além disto a própria base ainda serve como hub, disponibilizando uma outra saída USB em sua própria estrutura traseira.

 
Thermaltake-Massive-TM-11
 

Além de desenvolvido para diminuir a temperatura do seu equipamento, a maioria deles também serve para apoio quando utilizado no colo.

 

Desempenho

Um dos grandes desafios da tecnologia para computadores é a temperatura, pois quanto mais você utiliza um processador, mais ele esquenta. Gamers ou profissionais que trabalham com softwares pesados de PC sabem muito bem disso e, por isso, um bom método de resfriamento é necessário para manter a jogatina ou o processamento extremo. Para desktops, existem os mais diversos tipos de coolers e resfriadores internos, mas, e os notebooks?

A maioria dos usuários atualmente possuem um notebook ou até mesmo um netbook, seja para serviços em casa, ou profissional, como também são muito utilizados em viagens devido a sua portabilidade e a massificação no mercado nacional com a queda de preços. Muitos usuários utilizam estes pequenos portáteis de maneira errônea, e sequer pensam ou imaginam que podem perder performance por esta má utilização.

Para isto devemos lembrar ao usuário leigo, é que quando determinada temperatura atinge no processador, por motivos de segurança, seus clocks ou tensões são diminuídos radicalmente. E este “queda” acaba deixando seu portátil mais lento. A questão que queremos descobrir na integridade é: será que realmente a base refrigerada Thermaltake Massive TM ajuda neste arrefecimento?

 

Testes de arrefecimento

Fizemos alguns testes rápidos para avaliar sua real funcionalidade e verificar se a Massive TM realmente é útil e cumpre o que promete. Para forçar o processador a trabalhar em seu máximo, usamos o OCCT (que apresenta excelentes resultados com portáteis) e para o vídeo também passar pelos testes, usamos o FURMARK em plano de fundo, gerando assim, calor suficiente para esquentar literalmente a placa gráfica, e acompanhamos a temperatura via HwMonitor.

O teste foi realizado em várias etapas. Primeiro, utilizamos a máquina e aferimos todas as temperaturas sem utilizar a base, e depois fazendo o mesmo processo e utilizando a base para auxiliar na refrigeração, utilizando as 3 posições de regulagens do pezinho que a base permite. Lembramos que todos os testes e intervalos entre um teste e outro tiveram duração de 15 minutos: os resultados estão publicados abaixo.

 
teste-termico-thermaltake-massive-tm
 

Como pudemos acompanhar nos resultados, a utilização da base melhorou a temperatura em aproximadamente 20º quando utilizada na última regulagem do pezinho e no modo turbo. Nas demais regulagens, houve um ganho de temperatura entre 5º e 10º, o que já é uma boa reduzida levando em consideração que a temperatura chegou a 90º sem a utilização da base quando o notebook foi exigido ao máximo.

Nota-se que com a regulagem no máximo e a base com maior espaço entre a superfície e o fundo da base, o ar pode circular com mais facilidade, permitindo assim o calor se dissipar melhor e as temperaturas ficarem mais amenas. Portanto, esta opção não deve ser levada em conta somente pelo fato da boa ergonomia que proporciona com o notebook mais alto, mas também para uma melhora de temperatura e, consequentemente, uma melhora no desempenho do equipamento.

 

Destaques

O cooler Massite TM traz alguns diferenciais e uma proposta bem interessante para uma base refrigerada: sensores de calor para medir a temperatura. De acordo com a Thermaltake, o cooler Massive TM é a primeira base refrigerada a permitir monitoramento através de sensores de temperatura, que chegam de 0 ℃ ~ 99 ℃. Os sensores do cooler Thermaltake Massive TM podem ser regulados para atender a preferência do usuário de acordo com o tamanho do laptop ou vários pontos de calor gerado para criar o melhor desempenho térmico.

A Thermaltake traz ainda na frente do produto um painel de display multi-função simples e inteligente que possui além das informações de cada sensor, também um botão de bloqueio e controle da velocidade das ventoinhas (modo normal e modo turbo).

Outro ponto interessante fica por conta das três regulagens de altura que podem ser ajustadas nos “pezinhos” da base para um melhor ângulo de visão e posição das mãos. Além disto, a última opção de regulagem melhora a circulação de ar, pois o espaço entre a superfície e a base aumenta.

Ainda falando da estrutura, a Massive TM traz em sua forma, duas saídas USB, uma delas para utilizar para ligar ao notebook e a outra podendo ser utilizada para conectar qualquer outro periférico, ou seja, ela utiliza uma USB do seu notebook, mas libera outra porta para uso.

Finalizando os destaques, mencionamos as duas grandes ventoinhas presentes nesta base, que mesmo tendo boa velocidade, não chegam a fazer um ruído muito alto no modo normal; já no modo “turbo” é perceptível o aumento do ruído, embora não chega ser um incômodo. Podemos dizer que esta é uma base bem silenciosa em comparação a outras disponíveis no mercado.

 

Poderia ser melhor

A Thermaltake realmente foi feliz em seu projeto da Massive TM e quase não temos o que reclamar deste produto em suas características, funcionalidades, design e eficiência. Contudo, algumas opções poderiam ser melhoradas e tornar este acessório ainda melhor.

A ideia de utilizar apenas o USB para alimentação da base é uma forma bem interessante e prática, pois não precisa de ligar a uma fonte externa. Com isto, utiliza-se uma saída USB do seu notebook; pensando nisto a Thermaltake disponibilizou outra saída USB na própria estrutura da base para compensar a utilizada no notebook. Já que foi disponibilizado mais uma USB, colocar mais 2 saídas seria uma ótima opção para tornar o produto ainda mais útil.

Um outro ponto que poderia ser melhor é a atenção da empresa ao consumidor: não foi possível encontrar informações sobre esse modelo no site brasileiro, apenas referências no site americano, apesar de ser encontrado facilmente para venda em diversas lojas de varejo no Brasil. Isto acaba sendo muito ruim, pois o produto não acompanha nenhum manual explicativo sobre a utilização das funções do produto, apenas das suas características técnicas.

 

A grande pergunta: vale a pena?

Mesmo seu notebook sendo especial para games com 2 ou 3 coolers, ou um notebook simples e barato adquirido em qualquer loja de varejo, é aconselhável possuir uma base refrigerada para melhorar o resfriamento do equipamento. Devemos levar em conta que o Brasil é um país quente e as altas temperaturas externas influenciam também nas temperaturas internas do seu aparelho; lembramos que as altas temperaturas dos componentes internos do aparelho diminuem sua vida útil. Isso não é um problema instantâneo, mas sim, de longo prazo e, muitas vezes, irreversível.

Comprar uma base refrigerada é um investimento pequeno se comparado ao preço do notebook e pode ajudar a aumentar a vida útil do seu equipamento. O modelo desenvolvido pela Thermaltake é um projeto igual a outros produtos se levarmos em conta suas características e funcionalidades, trazendo apenas os sensores de temperatura que o faz diferenciar de outras marcas; ainda assim é um bom acessório, mais até pela melhora na ergonomia do que pela ventilação adicional, embora tenha obtido bons resultados nos testes que efetuamos.

Quanto as leitores que pretendem adquirir uma base refrigerada para seus portáteis, deve-se levar em consideração o material utilizado de fabricação, a qualidade das ventoinhas, a disposição da saída e entrada de ar, e outros detalhes que podem parecer menos importantes mas influenciam muito, como a diferença entre uma base feita em plástico e outra em metal.

Lembramos que o plástico não é o melhor meio de dissipação de calor; ele retem o calor e não faz a sua propagação de maneira eficiente, por isto, se pensa em adquirir algo realmente que tenha valor a cada centavo do seu dinheiro, parta logo para uma de metal. Neste ponto a Massive TM leva vantagem, pois, embora sua estrutura principal seja de plástico, a parte onde ficam as ventoinhas e mais próximas a base do notebook, são de alumínio, o que ajuda a dissipar o calor de forma mais eficiente e rápida.

Finalizando, quanto ao Thermaltake Massive TM, seu preço variando entre R$ 150,00 a R$ 200,00 não chega a ser extremamente caro, porém há outras opções no mercado mais em conta que podem obter o mesmo resultado. Vale lembrar que ela traz como diferencial o painel frontal que mostra a temperatura externa de 4 sensores localizados no topo da base, que podem ser regulados para melhor identificar as áreas de maior concentração de calor. Portanto, cabe a você decidir se quer investir em algo mais simples com a mesma eficiência ou em um produto mais sofisticado. Nossa opinião? Sim, é um bom investimento.

 

Galeria de Fotos

 


Base refrigerada Themaltake Massive TM
7 Nossa Nota
Nota do Leitor 7.3 (1 vote)
Dê sua nota aqui
Prós
- Bom acabamento
- USB extra
- Leve e boa ergonomia
- Monitoramento através de sensores
Contras
- Falta de informações no site da empresa
- Falta de manual explicativo
Design, material e acabamento 7
Funcionalidades 7
Desempenho 7
Custo x Benefício 7
Design, material e acabamento 0
Funcionalidades 0
Desempenho 0
Custo x Benefício 0




Você ainda pode aproveitar: